Israel anuncia retirada de três vilas palestinas

O Exército de Israel retirou-se de três pequenas vilas palestinas cisjordanianas - Yatta, Qabatya e Samua - na noite desta quarta-feira, informou o Minisério da Defesa israelense. As retiradas foram efetuadas menos de 24 horas antes da chegada do secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, a Israel.O governo norte-americano vem pressionando o Estado judeu para que recue suas tropas, que ocuparam a maior parte das grandes cidades da Cisjordânia durante uma ofensiva militar de 13 dias cujo objetivo é acabar com as redes de militantes extremistas palestinos.Yatta e Samua situam-se nos arredores da cidade sulista de Hebron. Qabatya fica perto de Jenin, no norte da Cisjordânia, onde foi registrado o mais difícil foco da resistência palestina à ofensiva israelense.Os soldados israelenses ainda ocupam as populosas cidades de Ramallah, Nablus, Jenin e Belém. Por meio de um comunicado, o Ministério da Defesa de Israel informou que a operação foi um "sucesso" nas três vilas das quais as tropas se retiraram. "Durante as operações de busca, suspeitos procurados foram detidos e laboratórios de explosivos e algumas armas foram descobertos." Há dois dias, soldados israelenses deixaram as cidades de Tulkarem e Qalqilya, no noroeste cisjordaniano, mas entraram em seguida no vilarejo de Dura. O Exército não informou se alguma outra vila foi ocupada pelas forças israelenses após a mais recente retirada.Mais cedo, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, visitou Jenin e disse que a campanha militar ainda não foi concluída. "Continuaremos operando contra o terror e sua infra-estrutura até que a missão será completada", disse Sharon. "Se houver lugares nos quais as operações forem concluídas, nestes lugares, nossas tropas irão sair e cercar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.