Israel aprova construção de muro na fronteira com Egito

O governo israelense aprovou a construção de um muro no sul do país, na região de fronteira com o Egito. Um porta-voz do governo israelense informou hoje que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu aprovou a construção de dois trechos da estrutura. Um deles ficará perto de Rafah, na Faixa de Gaza, e o outro próximo do Mar Vermelho. O objetivo do governo é impedir que pessoas entrem ilegalmente no território de Israel.

AE-AP, Agencia Estado

11 de janeiro de 2010 | 09h34

Israel é um refúgio popular para africanos que deixam países empobrecidos e assolados por guerras. Essas pessoas em geral utilizam a porosa fronteira do sul israelense com o Egito, que tem 250 quilômetros de extensão. A questão dos refugiados é um tema delicado em Israel, país criado em parte para absorver os judeus que fogem de perseguições em outras partes do mundo. A polícia israelense afirma que entre 100 e 200 africanos entram ilegalmente no país pelo Egito a cada semana.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelEgitoGazaimigraçãomuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.