Israel aprova gastos adicionais para defesa

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, aprovou gastos adicionais de 1 bilhão de shekels para serem usados em defesa, e estudará a possibilidade de aprovar mais 1 bilhão de shekels para o mesmo uso por causa do crescimento da violência na Cisjordânia e na fronteira no norte de Israel, segundo uma rádio local.Estes desembolsos aumentarão o déficit orçamentário do governo, o qual já se projetava que ultrapassaria a meta do governo de 3% do PIB. Oficiais do ministério da Fazenda de Israel devem se reunir nesta semana para discutir soluções para o problema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.