EFE/EPA/ATEF SAFADI
EFE/EPA/ATEF SAFADI

Israel ataca posições do Exército sírio após disparos nas Colinas do Golã

Segundo os militares israelenses, ataque foi resposta à 'violação da soberania'; não há registro de mortes

O Estado de S.Paulo

01 Julho 2017 | 19h55

TEL-AVIV - O exército israelense anuncitou ter atacado neste sábado, 1º de julho, uma posição militar síria, depois que tiros atingiram uma parte das Colinas de Golã ocupada por Israel.

"As forças israelenses atacaram a posição de artilharia militar síria que foi a fonte dos disparos anteriores", afirmou o Exército, sem especificar se sua resposta foi terrestre ou aérea.

Pouco antes, Israel havia ameaçado o regime de Damasco com uma resposta quando dois projéteis disparados da Síria atingiram parte das Colinas de Golã. Os dois disparos foram "resultado de combates internos na Síria", disse o Exército israelense, acrescentando que não havia relatos de mortes.

"Israel considera que o regime sírio é responsável por cada violação das suas fronteiras e reagirá de maneira apropriada", declarou o porta-voz das Forças Armadas, o general Ronen Manelis. "Israel mantém sua política de não interferir na guerra civil na Síria, mas não toleraremos nenhuma violação da soberania", acrescentou.

Combates.

Israel registra regularmente disparos provenientes da Síria nesta região, consequência dos confrontos entre as forças do regime de Bashar Assad e grupos rebeldes na província de Quneitra, perto da parte ocupada das Colinas de Golã.

Desde que o conflito na Síria começou, em 2011, Israel bombardeou diversas vezes comboios ou depósitos de armas destinados, segundo o Exército israelense, ao movimento xiita libanês Hezbollah.

Israel ocupa cerca de 1.200 km quadrados das Colinas de Golã desde 1967, território que anexou em um ato não reconhecido pela comunidade internacional. Tecnicamente, Israel e Síria ainda estão em estado de guerra. /AFP

 

Mais conteúdo sobre:
Israel Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.