Israel ataca região onde brasileiros aguardam a vez de deixar o Líbano

A aviação de Israel bombardeou na noite de quarta-feira o sul do Líbano e o Vale do Bekaa, região onde grupos de brasileiros aguardam a vez de serem retirados do Líbano. De acordo com o chanceler Celso Amorim, "tínhamos condições de retirar 400 pessoas do Vale do Bekaa, mas apenas 100 brasileiros se apresentaram para sair da região".O governo brasileiro enviou um diplomata com 500 passaportes a Beirute para renovar os documentos daqueles que queiram deixar o Líbano. Até quarta-feira, 1.134 haviam sido retirados do país. Outros 245 saíram por conta própria. Ainda na noite de quarta-feira, um ataque da aviação israelense lançou ao coração da cidade portuária de Tiro, no sul, destruiu um edifício e deixou 11 pessoas feridas. Pelo menos três pessoas - um policial e dois civis - foram mortos por ataques de caça-torpedeiros de Israel. Elas estavam em um veículo que circulava no Vale do Bekaa, na fronteira com a Síria.

Agencia Estado,

27 de julho de 2006 | 07h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.