Israel bombardeia litoral de Gaza e mata 5 palestinos

Com o ataque, sobe para 48 o número de mortos na região desde quarta-feira

Efe,

18 de novembro de 2012 | 00h26

FAIXA DE GAZA - A Marinha israelense bombardeou de maneira intensiva diversas posições no litoral da Faixa de Gaza na madrugada deste domingo (data local) e provocou a morte de cinco pessoas e ferimentos em três jornalistas em um prédio-sede de vários meios de informação.

Por volta das 2h (horário local, 22h de Brasília) era possível escutar na Cidade de Gaza dezenas de bombardeios vindos do mar. Segundo a Agência Efe constatou, em áreas de casas próximas à praia podiam ser observadas colunas de fumaça.

"A Marinha atacou alvos do Hamas no centro e norte de Gaza", confirmou à Efe um porta-voz militar israelense, e acrescentando que os ataques na região são contínuos.

Segundo a agência de notícias Maan, cinco palestinos morreram em Gaza por ataques israelenses, o que aumenta para 48 o número de mortos na faixa desde que Israel iniciou a operação "Pilar de Defesa" na quarta-feira passada.

Entre as vítimas estão Tamer al Hamri, dirigente da Jihad Islâmica, Samahar Qidih, morador de Khan Yunes de 30 anos e Ali Bin Said, de 25, e Muhammad Aydat, mortos em Juhor Al Dik, no centro da faixa.

Além disso, bombardeios israelenses caíram no complexo Al Shawa, que acolhe escritórios de vários meios de informação palestinos.

O ataque danificou o 11º andar do prédio e causou ferimentos em três jornalistas da rede de televisão Al Quds (Jerusalém), informou o correspondente da Maan, que tem seus escritórios no mesmo edifício.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaataques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.