Israel bombardeia subúrbio de Beirute

A aviação israelense bombardeou um bairro na zona sul de Beirute, onde fica a sede do Hezbollah, e uma central elétrica próxima à capital libanesa. Os ataques podem ter causado vítimas, informou a rede de TV Futuro. Caças-bombardeiros israelenses dispararam vários mísseis sobre a região de Ghoraieb, nos subúrbios, destruindo vários prédios. Os combatentes do Hezbollaz ergueram um cordão de isolamento em volta dos imóveis.O Exército israelense destruiu também uma antiga ponte na estrada para o aeroporto internacional Rafik Hariri, além de danificar outra, em Bir el-Abed, no sul de Beirute. Um míssil caiu perto da igreja Mar Mikhael, no bairro de Chieh, deixando uma grande cratera.Pouco antes, a central elétrica de Yieh, cerca de 25 quilômetros ao sul de Beirute, foi atingida por mísseis. Ainda não está claro se foram lançados por aviões ou pela marinha israelense. O ataque provocou um incêndio. Imensas chamas saem das instalações, o que faz, segundo fontes locais, temer por uma catástrofe.Antes, a aviação israelense tinha bombardeado os arredores da cidade de Hermel, no leste do Líbano, causando prejuízos áreas rurais, casas e lojas.A rota de Deir el-Baida, que liga o vale do Bekaa ao posto fronteiriço de Masna, também foi bombardeada. A estrada foi fechada pela polícia para evitar vítimas entre civis.Parentes do pessoal da embaixada dos Estados Unidos em Beirute receberam autorização para sair do país devido ao agravamento da situação, informou o Departamento de Estado. O órgão recomendou aos americanos que evitem ir ao Líbano enquanto continuarem os confrontos entre forças israelenses e o grupo guerrilheiro pró-iraniano Hezbollah.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.