Israel busca apoio latino-americano contra palestinos

Em um tour para evitar que os países latino-americanos votem em bloco a favor do reconhecimento do Estado palestino na Organização das Nações Unidas (ONU), em setembro, o enviado do governo israelense à região, Yossi Peled, integrante do gabinete de Tel-Aviv, exortou o Paraguai a não apoiar a medida. Ele foi recebido em Assunção por autoridades do governo Fernando Lugo. Antes, Peled já havia visitado Uruguai, Costa Rica e Guatemala.

Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 20h31

Ele não virá ao Brasil, que no mês passado recebeu o vice-primeiro-ministro de Israel, Moshe Yaalon, também como parte da ofensiva para evitar o apoio em massa aos palestinos na ONU.

A tendência, no entanto, é que a maioria dos latino-americanos apoie em setembro o plano palestino - à exceção de casos isolados como a Colômbia e Panamá. Em dezembro, o Brasil reconheceu o Estado palestino, levando 12 países da região a fazer o mesmo. Hoje foi a vez de Honduras declarar apoio à independência palestina. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelpalestinosestado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.