Israel compra dois novos submarinos nucleares temendo ataques do Irã

Israel encomendou nesta quarta-feira a construção de dois submarinos alemães para sua Força Naval capazes de disparar armas nucleares, segundo a edição de hoje do jornal Jerusalem Post. Analistas em segurança acreditam que Israel está fortalecendo sua Força Naval porque teme ataques do Irã.Trata-se de submarinos da classe Delfim, chamados tecnicamente de U212, que contam com um sistema de propulsão que permite permanecer por mais tempo debaixo d´água que os outros.A Força Naval israelense já possui três submarinos dessa classe com capacidade para lançar mísseis balísticos com ogivas nucleares, segundo o jornal inglês Jane´s Defense Weekly.Os Delfins israelenses, também construídos na Alemanha, podem desenvolver uma velocidade de até 20 nós, contam com uma autonomia de navegação de 4.500 quilômetros e podem levar até 35 tripulantes, explica a publicação.Os novos submarinos serão construídos pela companhia Howaldtswerke-Deutsche Werft e custarão US$ 1,27 bilhão. Um terço desse valor será financiado pelo Governo alemão.A Alemanha doou a Israel dois dos três Delfins que a Força Naval recebeu após a guerra do Golfo Pérsico em 1991 e custeou a metade do terceiro, acrescenta o jornal.Analistas israelenses em segurança acreditam que Israel está fortalecendo sua Força Naval porque teme ataques do Irã. A Força Naval iraniana comprou dois submarinos russos da classe Kilo e oito mini-submarinos, construídos na Coréia do Norte.Os especialistas, citados hoje pelo jornal Yedioth Ahronoth, acreditam que Israel será atacado pelo Irã se os Estados Unidos fizerem uma ação militar contra o país por se negar a renunciar a seus supostos planos de produção de armas nucleares.O Irã tem mísseis balísticos Shehab-3 que podem atingir alvos em Israel e, embora não seja um país árabe, é considerado pelos israelenses como seu pior inimigo potencial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.