Mustafa Quraishi/AP
Mustafa Quraishi/AP

Israel confirma atentados contra embaixadas na Índia e na Georgia

Dois israelenses ficaram feridos em Nova Délhi; bomba de Tbilisi foi desativada antes de explodir

Associated Press

13 de fevereiro de 2012 | 10h28

JERUSALÉM - O Ministério de Exteriores de Israel confirmou nesta segunda-feira, 13, que as embaixadas do Estado judeu na Índia e na Georgia foram alvos de atentados. Em Nova Délhi, dois israelenses ficaram feridos na explosão de um carro-bomba, enquanto em Tbilisi o explosivo foi descoberto antes de ser acionado.

 

Yigal Palmor, porta-voz da chancelaria israelense, não identificou a vítima na Índia e nem deu mais detalhes sobre o incidente. A explosão de Nova Délhi ocorreu no fim da tarde (segundo o horário local), de acordo com a embaixada.

 

Palmor afirmou que não daria detalhes por motivos de segurança. "Estamos investigando o ocorrido e a cooperação com as forças de segurança locais é excelente", disse. Já a chancelaria da Índia informou que os feridos são um motorista e a esposa de um diplomata e que ambos estão recebendo tratamento no hospital.

 

As imagens das televisões locais mostravam uma minivan de placas azuis, demonstrando ser um veículo diplomático, queimada e com uma das portas destruída. A polícia afirmou apenas que havia um carro em chamas em frente à embaixada.

 

Na Geórgia, as autoridades afirmaram que um explosivo havia sido colocado no carro de um motorista da embaixada. O dispositivo, porém, localizado na parte inferior do veículo, foi descoberto e desarmado. A representação diplomática não comentou o caso.

 
Tudo o que sabemos sobre:
IsraelembaixadaatentadoGeorgiaÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.