Israel continuará com ofensiva até que proposta seja votada pelo gabinete

Israel vai continuar com sua ofensiva militar no sul do Líbano até que o governo israelense aprove um acordo emergente de cessar-fogo no Oriente Médio, disse o porta-voz do Ministério de Exteriores do país nesta sexta-feira. O gabinete se reunirá no domingo.Uma operação militar continuada pavimentaria o caminho para uma eventual ocupação da fronteira entre Israel e Líbano por tropas libanesas, disse o porta-voz do governo, Mark Regev.Cerca de 15 mil soldados israelenses e 15 mil pacificadores da ONU estão para se posicionar no sul do Líbano como parte do acordo de cessar-fogo, e manter os guerrilheiros do Hezbollah longe de Israel."A lógica seria que, mesmo no contexto desse resultado favorável, se você entregar ao exército libanês um sul do Líbano mais limpo, um sul do Líbano de onde o Hezbollah foi removido do território, isso tornará os problemas deles (libaneses) mais simples", disse Regev.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.