Israel critica Egito por abertura de fronteira

O ministro das Finanças de Israel, Yuval Steinitz, disse ontem que a decisão do Egito de reabrir a fronteira com a Faixa de Gaza, apesar da objeção de Israel, mostrou que o país não pode depender de outros para proteger sua fronteira. "Essa é uma forte prova da razão pela qual é tão importante para Israel guardar suas fronteiras por si só para evitar infiltração de terroristas e armas", afirmou.

, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.