Israel critica Suécia por reconhecer Estado palestino independente

Foi uma atitude deplorável, que fortalece os extremistas e a política de rechaço dos palestinos, diz a chancelaria israelense em nota

O Estado de S. Paulo

30 de outubro de 2014 | 10h23

O chanceler israelense Avigdor Lieberman classificou nesta quinta-feira, 30, como deplorável a atitude do governo da Suécia de reconhecer a Palestina como um Estado independente. O país foi o primeiro da União Europeia a tomar essa decisão.

"Foi uma atitude deplorável, que fortalece os extremistas e a política de rechaço dos palestinos", informou a chancelaria em nota. "Isso causa muitos danos e não tem utilidade alguma."

Ainda de acordo com o ministro de Relações Exteriores de Israel, decisões como a do governo sueco reforçam exigências não realistas dos palestinos e deixam a possibilidade de um acordo mais longe. /AFP 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.