Israel deixa campo de refugiados em Nablus

As tropas israelenses, que há dois dias invadiram o campo de refugiados de Askar, ao leste de Nablus, na Cisjordânia, deixaram a área na manhã desta quarta-feira depois de prenderem dezenas de palestinos. Durante a ocupação um menino de 12 anos foi baleado e morreu. O Exército israelense continua com suas operações nas cidades palestinas de Ramallah, Jenin, Belém e em várias aldeias da Cisjordânia, com o objetivo, segundo Israel, de "destruir a infra-estrutura terrorista palestina". O secretário de Estado americano, Colin Powell, que terminará sua missão nesta quarta-feira, não conseguiu fechar um acordo para que as tropas israelenses se retirassem dos territórios palestinos ou um cessar-fogo entre palestinos e israelense para tentar retomar o processo de paz na região, interrompido há quinze meses desde o início da nova intifada israelense. Está manhã, Powell vai se reunir pela segunda vez em três dias com o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat, em Ramallah, e depois retornará aos Estados Unidos, mas com uma escala no Egito, onde irá se encontrar com o presidente egípcio, Hosni Mubarak. Em declarações feitas na manhã desta quarta-feira a uma emissora da Tunísia, Arafat disse que Powell "fracassou" em sua missão no Oriente Médio, já que o primeiro-ministro israelene, Ariel Sharon, não ordenou a retirada de suas tropas dos territórios palestinos. Saeb Erakat, o principal negociador palestino, declarou que a situação do povo palestino só piorou desde a chegada, há uma semana, do secretário Colin Powell à região. "A única maneira que Sharon tem para falar conosco é através das balas dos atiradores e dos disparos dos tanques", completou Erakat. No início da madrugada de quarta-feira, um palestino armado foi morto ao tentar atacar a colônia judaica de Dugit, ao norte da Faixa de Gaza, informou um porta-voz do Exército israelense. Outros dois palestinos ficaram feridos no incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.