Israel detalha lista de bens liberados para entrar em Gaza

Governo detalha plano com restrições; alguns materiais de construção serão liberados

estadão.com.br

05 de julho de 2010 | 15h39

JERUSALÉM - O governo de Israel anunciou nesta segunda-feira, 5, novos detalhes de seu plano de relaxamento do bloqueio à Faixa de Gaza, divulgando listas de produtos cuja entrada no território palestino continuará proibida ou será permitida sob supervisão israelense.

 

Veja também:

linkANP coordenará pedidos para Gaza

 

De acordo com o governo de Israel, produtos que não estejam nas listas, como por exemplo aparelhos eletrônicos, terão sua entrada liberada. Até agora, apenas certos alimentos e remédios básicos podiam ingressar livremente no território.

A Faixa de Gaza, controlada pelo grupo palestino Hamas, é alvo de um bloqueio israelense desde 2007. A divulgação das listas acontece três semanas após a decisão de relaxar as medidas contra Gaza ter sido anunciada pelo governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

Em lugar de uma breve lista de "artigos permitidos", Israel divulgou nesta segunda uma lista de "produtos proibidos" que ficam sujeitos ao controle israelense e que incluem três categorias: "armas e munição", "artigos de duplo uso" segundo o Acordo de Wassenaar (1996) e "materiais de construção".

 

Veja as três listas elaboradas pelo governo de Israel:

 

Armas e munições: entrada proibida sob todas as circunstâncias por toda a fronteira de Israel. Só entram com permissão da Ordem de Controle de Segurança de Exportações.

 

Bens e itens de uso duplo: entrada controlada pela ANP com base na legislação israelense. Estão na lista produtos químicos que podem ser usados na fabricação de explosivos, tipos específicos de metais, facas de caça, equipamento ótico, como lasers e óculos de visão noturna, equipamento de mergulho, paraquedas, asas-delta e todo tipo de veículo aéreo não-motorizado, fogos de artifício e britadeiras, entre outros.*

 

Materiais de construção: entrada permitida sob supervisão da ANP e de órgãos internacionais. Inclui cimento, concreto, aço, ferro, cabos de aço, ferro galvanizado e compostos plásticos com mais de 4 milímetros de espessura, materiais isolantes térmicos, blocos de qualquer tamanho de concreto, asfalto, veículos (excluindo carros particulares), tábuas de madeira mais espessas que 2 centímetros, entre outros.

 

*Bens de uso duplo são considerados itens que podem ser usados tanto para fins civis quando por grupos terroristas para a fabricação de armas e em ataques.

 

Con informações da agência BBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.