Israel deve deixar áreas ocupadas em até 10 dias

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Shimon Peres, disse que Israel planeja retirar-se das áreas ocupadas recentemente na Cisjordânia em uma semana ou dez dias. Em entrevista à rede norte-americana ABC, Peres disse que as tropas israelenses já retiraram-se de dois vilarejos da Cisjordânia e continuam a sair de outros.Em Beirute, o secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, pediu ao Líbano e à Síria que limitem a ação das guerrilhas do Hezbollah na fronteira de Israel, uma vez que elas podem ampliar o conflito pela região. "É importante que aqueles que são a favor da paz ajam imediatamente para cessar os ataques ao longo da fronteira," disse Powell.Em sua visita ao Líbano, o secretário procurou obter apoio para acabar com as guerrilhas que têm atacado o sul de Israel. Ele se encontrou com o ministro de Relações Exteriores do Líbano, Mahmoud Hammoud, e com o presidente do país, Emil Lahoud. "Israel é responsável pela intensificação da violência porque acabou com todos os esforços de paz e rejeitou todas as resoluções internacionais," disse Hammoud. O Líbano apóia oficialmente os ataques do Hezbollah às tropas israelenses nas Fazendas de Chebaa, conquistadas por Israel em 1967 e reivindicadas por Beirute. A Síria, por sua vez, reivindica a retirada de Israel das Colinas de Golã, ocupadas por Israel em 1967.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.