Israel discute planos para conter ataques palestinos

O gabinete de Segurança israelense se reunirá nesta quarta-feira para debater planos visando uma solução para os ataques palestinos com foguetes Qassam contra Israel a partir da Faixa de Gaza, informou a rádio pública israelense. O objetivo das propostas, que já foram analisadas pelo ministro da Defesa, Amir Peretz, é conter os disparos sem que as forças israelenses tenham de permanecer um longo tempo na Faixa de Gaza. Segundo a emissora, Peretz ordenou ao Exército que se prepare para uma campanha gradativa. Uma fonte de segurança citada pela rádio alertou também que "é preciso pensar bem antes de lançar uma ofensiva contra Gaza". "É preciso considerar outras alternativas, antes de ativar a força militar contra o terrorismo. Uma ofensiva ampla não atingirá, necessariamente, os seus alvos", prosseguiu a fonte. O escritório do primeiro-ministro e o do Ministério da Defesa não estão em sintonia. O chefe de Estado, Ehud Olmert, só ouvirá os planos pouco antes de eles serem discutidos pelos ministros. Altos funcionários do escritório do primeiro-ministro se reunirão nesta quarta-feira com assessores do presidente palestino, Mahmoud Abbas, para buscar uma forma de conter os disparos de foguetes. Yakov Yakobov, um israelense de 40 anos da localidade de Sderot, morreu, na noite de terça-feira, vítima de um foguete Qassam. Foi a décima morte causada pelos ataques das milícias palestinas de Gaza, que começaram há quatro anos. O Exército israelense deteve na madrugada desta quarta-feira oito milicianos palestinos nas cidades de Nablus, Tulkarem e no campo de refugiados de Kalandia.

Agencia Estado,

22 Novembro 2006 | 06h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.