Israel diz que Arafat é "obstáculo para paz" e decide expulsá-lo

O Gabinete de segurança israelense decidiu, em princípio, expulsar o líder palestino Yasser Arafat dos territórios ocupados e de Israel, mas resolveu também não tomar nenhuma ação imediata nesse sentido, informa a televisão israelense. Segundo o Canal 2, os ministros determinaram que o Exército elabore um plano para a remoção de Arafat, o que poderia levar dias, ou semanas. A declaração oficial diz que Arafat é "um obstáculo para a paz" e será removido.Leia também: Arafat desafia proposta de expulsãoExpulsão é destrutiva para a paz, diz novo premier palestino

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.