Israel diz que evitou viagem oficial

Em uma aparente mudança de posição, o governo israelense reivindicou ontem responsabilidade pelo cancelamento da viagem de Mahmoud Ahmadinejad a Brasil, Venezuela e Equador. De Praga, o chanceler Avigdor Lieberman disse que Israel utilizou "diversos canais diplomáticos" para mostrar seu descontentamento e barrar a vinda do iraniano. Questionada pelo ?Estado?, a Embaixada de Israel no Brasil não confirmou a declaração. Desde o governo de Ariel Sharon, Israel tenta atuar nos bastidores contra o programa nuclear iraniano, evitando que a questão seja percebida como um problema estritamente israelense.

, O Estadao de S.Paulo

07 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.