Israel diz que Irã terá bomba atômica em 2005

Em mais uma acusação contra o governo iraniano, o ministro israelense da Defesa, Biniyamin Ben Eliezer declarou nesta quinta-feira, em Washington, que o Irã desenvolverá uma bomba atômica até no máximo 2005. O Irã não admite que pesquise armas nucleares.Nas últimas semanas autoridades de Israel relacionaram o país a um contrabando de armas para a Autoridade Palestina e também ao fornecimento de foguetes Katyusha ao grupo guerrilheiro libanês Hezbollah. "Até 2005 eles estarão capacitados a produzir uma bomba nuclear", afirmou Ben-Eliezer, depois de se reunir com o secretário americano de defesa, Donald Rumsfeld.Ele disse esperar que Rússia e EUA enfrentem juntos a crescente "ameaça iraniana", pois agora os dois países têm boas relações diplomáticas. O Irã não reconhece a existência de Israel. Somente sete países admitem ter bombas nucleares: Rússia, EUA, Grã-Bretanha, França, China, Índia e Paquistão. Israel nunca admitiu possuir armas nucleares. Especialistas no setor garantem porém, que o país já tem um arsenal amplo e sofisticado de armas nucleares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.