Israel e Autoridade Palestina voltam a negociar

Apesar da onda de violência que deixou cerca de 60 mortos nos últimos dias, o encarregado desegurança da Autoridade Palestina (AP), Mohammed Dahlan, e o representante do Ministério da Defesa de Israel, Amos Gilad, reuniram-se neste sábado, no primeiro contato de alto nível entre as duas partes desde o lançamento do plano de pazconhecido como mapa da estrada, há dez dias. Segundo a Rádio Israel, as duas partes discutiriam um plano para a retirada doExército israelense de algumas áreas da Faixa de Gaza e duas cidades da Cisjordânia. Nessas regiões, a AP assumiria a responsabilidade de conter os grupos extremistas que lançam atentados contra Israel.Enquanto o governo israelense desmentia hojea versão de que estaria disposto a promover uma trégua inicial de três dias em sua campanha de eliminação de líderes dos grupos radicais, o Hamas e a Jihad Islâmica - duas das mais importantes organizações extremistas - rejeitavam qualquer possibilidade de um cessar-fogo para deter os ataques contra Israel. Os doisgrupos acrescentaram ainda que não cogitam discutir uma trégua com líderes da AP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.