Israel e China entram em acordo sobre sistema de defesa

Israel concordou em pagar US$ 350 milhões à China em compensação por não cumprir um compromisso de vender a Pequim um sistema de defesa militar, informou nesta quarta-feira o jornal israelense Yediot Ahronot. O Ministério da Defesa de Israel recusou-se a comentar o artigo. Inicialmente, a China havia solicitado US$ 1,2 bilhão em compensações, mas concordou em receber uma quantia menor. Israel cancelou o negócio em agosto de 2000 sob pressão dos Estados Unidos, que alegaram que a aquisição por parte de Pequim do sistema conhecido como Phalcon poderia resultar em uma ameaça a Taiwan e pôr em risco a vida de pilotos norte-americanos em caso de uma possível guerracontra a China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.