Reuters
Reuters

Israel e Hamas chegam a acordo de cessar-fogo, diz Egito

Segundo chanceler egípcio, que fez anúncio no Cairo, trégua começa às 21h locais; 140 palestinos e 5 israelenses morreram

estadão.com.br,

21 de novembro de 2012 | 15h19

(Texto atualizado às 16h28) TEL-AVIV - O governo de Israel e o grupo palestino Hamas, que governa a Faixa de Gaza, chegaram a um acordo de cessar-fogo nesta quarta-feira, 21. A trégua passa a valer a partir de 21h (horário local, 17h no horário de Brasília) de hoje. De acordo com a rádio israelense Reshet Bet, um acordo por escrito foi firmado pelos dois lados. A trégua, segundo fontes israelenses, não inclui o fim do bloqueio ao território palestino.

 

A informação foi confirmada pelo ministro egípcio de Relações Exteriores, Mohamed Kamel Amr, durante coletiva de imprensa, no Cairo, ao lado da secretária de Estado americana, Hillary Clinton. O Egito media o diálogo entre os dois lados desde o início da ofensiva israelense, há uma semana.

 

"O Egito manteve diálogos com todas as facções palestinas, com Israel e com os Estados Unidos e os esforços levaram a um acordo para cessar-fogo e a retomada da tranquilidade", disse Amr, confirmando o horário de início da trégua. Na coletiva, Clinton disse que o Egito estão exercendo "a responsabilidade e a liderança" que correspondem ao país na região.

 

O presidente do Egito, Mohamed Morsi, se encontrou hoje com Clinton, no Cairo. A secretária americana chegou à região na terça-feira à noite para tentar pressionar por um acordo, em meio à escalada da violência, que já matou mais de 120 palestinos e cinco israelenses. Ela se encontrou com o premiê israelense Binyamin Netanyahu, em Jerusalém, na noite de terça, e com o presidente palestino, Mahmud Abbas, em Ramallah, hoje de manhã.

 

Aguarde mais informações 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.