Israel e Hamas concordam em manter trégua até segunda-feira

Cessar-fogo, com início às 8 horas (hora local) desta sexta-feira, 1º, tem caráter humanitário e não implica em retirada de tropas da Faixa de Gaza

CLÁUDIA TREVISAN, CORRESPONDENTE / WASHINGTON - O ESTADO DE S. PAULO, O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2014 | 18h55

WASHINGTON - Israel e Hamas concordaram, nesta quinta-feira, 31, com um cessar-fogo incondicional de 72 horas a partir das 8 horas (hora local) de amanhã, 1º, segundo comunicado da Organização das Nações Unidas (ONU). A suspensão do conflito tem caráter humanitário e não implica a retirada de tropas da Faixa de Gaza.

“Durante esse período, civis em Gaza vão receber ajuda humanitária urgente e ter a oportunidade de realizar atividades vitais, entre as quais enterrar os mortos, cuidar dos feridos e refazer os estoques de alimentos”, disse a declaração. Também serão feitos reparos na infraestrutura de água e energia.

Assim que o confronto for suspenso, representantes palestinos e israelenses retomarão as negociações no Egito para tentar estabelecer um cessar-fogo de longo prazo. 

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelHamasFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.