Israel e Hamas podem declarar cessar-fogo em breve

O presidente do Egito, Mohamed Morsi, disse neste sábado que seu governo está em contato com israelenses e o grupo palestino Hamas e que há indicações de que os dois lados podem chegar a uma trégua "em breve". "Há algumas indicações de que pode haver um cessar-fogo em breve", disse Morsi em entrevista coletiva ao lado do premiê turco, Recep Tayyip Erdogan. Morsi acrescentou, porém, que "não há garantias" de que isso vá ocorrer.

ANGELO IKEDA, Agência Estado

17 de novembro de 2012 | 20h01

O chefe da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, irá liderar uma delegação até Gaza para demonstrar solidariedade aos palestinos. Em reunião de emergência neste sábado, ministros de Relações Exteriores de países-membros da Liga Árabe decidiram reconsiderar suas iniciativas no processo de paz com Israel e revisar sua posição em relação ao processo como um todo.

A reunião foi convocada após uma série de encontros para coordenar uma resposta árabe e turca ao conflito de quatro dias, que já matou mais de 40 palestinos e três israelenses. Segundo Al-Arabi, a delegação viajará até Gaza no domingo ou na segunda-feira.

Em 2002, a Liga Árabe ofereceu reconhecimento diplomático a Israel, em troca de sua retirada de todos os territórios ocupados e de um acordo justo para a questão dos refugiados palestinos.

Em declaração divulgada após a reunião de emergência, os ministros pediram que os países árabes obedeçam às decisões anteriores da Liga de interromper a normalização de relações com Israel. Segundo um diplomata da Liga Árabe, essa recomendação não afeta os acordos de paz com Israel assinados pelo Egito e pela Jordânia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquefrotaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.