Israel e palestinos estendem trégua em 5 dias, diz Egito

O Exército israelense, no entanto, acusa as milícias de continuar com os ataques e inicia bombardeios à Faixa de Gaza

O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2014 | 16h38

Atualizado às 19h

JERUSALÉM -  Israel e representantes palestinos concordaram ontem no Cairo em estender a trégua na Faixa de Gaza por cinco dias, segundo o governo egípcio, que mediou as negociações. O acordo foi alcançado a poucos minutos do fim do recente cessar-fogo, de 72 horas, iniciado na segunda-feira.

O chefe da delegação palestina, Azzam Ahmed, disse que faltava acordo sobre alguns pontos fundamentais, como o fim do bloqueio a Gaza. O desarmamento do Hamas, segundo ele, não foi discutido.

Um pouco antes, Israel tinha acusado o Hamas de lançar foguetes no sul do país. Um porta-voz do grupo radical tinha rejeitado a participação no incidente.

O Exército israelense, no entanto, acusou as milícias de continuar com os ataques e bombardeou o território palestino. Segundo comunicado, cinco projéteis caíram ou foram interceptados no sul de Israel. / AP, AFP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.