Israel e palestinos negociam acordo de segurança

Altos funcionários palestinos eisraelenses passaram o domingo negociando um acordo pelo qual Israelretiraria gradualmente suas tropas do norte da Faixa de Gaza ede Belém, na Cisjordânia, em troca do compromisso da AutoridadePalestina (AP) de evitar que sejam lançados, dessas regiões,ataques contra alvos judaicos. As conversações, mediadas por dirigentes do setor deinteligência egípcio, começaram no sábado, após uma semana deescalada da violência. O conflito intensificou-se depois deambos os lados terem-se comprometido, no dia 4, a pôr em práticaum novo plano de paz. À noite, o ministro da Defesa de Israel,Shaul Mofaz, confirmou que o país está avaliando a idéia de umaretirada parcial. No entanto, em meio ao diálogo, militantes do grupo islâmicoHamas continuaram lançando neste domingo foguetes caseiros contra oterritório israelense. E o Exército de Israel fez incursõesnas cidades de Beit Hanoun e Beit Lahiya. Um palestino foi morto. Na semana passada, Israel atacou com mísseislíderes do Hamas e recebeu como resposta do grupo um atentado suicida emJerusalém, no qual foram mortas 17 pessoas (além dohomem-bomba).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.