Israel é ´tecnicamente´ capaz de atacar o Irã, afirma Instituto

Israel é "tecnicamente" capaz de realizar um ataque para conter o desenvolvimento do programa nuclear iraniano, apesar de considerar "prematura" uma ação militar desse tipo, indica o último relatório anual do Instituto para Estudos Estratégicos da Universidade de Tel Aviv, apresentado nesta terça-feira.O diretor do Instituto, Zvi Schtauber, afirmou que as sanções não farão com que o Irã renuncie a seu programa nuclear. "Israel está tecnicamente em condições de atuar para impedir que o Irã leve adiante seu programa nuclear", disse Schtauber, acrescentando que isso "só deve ser feito quando não restar outras opções".O relatório deste ano aborda ainda o conflito entre Israel e o Hezbollah, e como responder ao presidente sírio Bashar Al-Assad, que expressou disposição para negociar com Israel.Embora esta seja uma questão que deve ser abordada com ceticismo, convém estudar a possibilidade de iniciar negociações, diz o estudo. O general Giora Eiland, ex-conselheiro de segurança nacional e atual diretor do Instituto, afirmou que a guerra do Líbano terá repercussões "sérias e duradouras sobre a capacidade de dissuasão" de Israel, e assegurou que tanto os vizinhos deste país como os Estados Unidos aprenderam com seus erros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.