Israel emite alerta para que seus cidadãos deixem Sinai

O governo israelense emitiu nesta terça-feira um alerta "urgente" para que seus cidadãos deixem imediatamente a Península do Sinai, no Egito. O comunicado afirma que há "provas concretas de uma esperada tentativa terrorista para sequestrar israelenses no Sinai".

AE-AP, Agência Estado

13 de abril de 2010 | 14h12

O texto, divulgado pelo escritório do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pede ainda às famílias de israelenses que estão viajando pelo Sinai que entrem em contato com essas pessoas, para avisá-los sobre os riscos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.