Israel entra em Jenin e mata enfermeira

Tanques israelenses entraram nesta quarta-feira em Salfeet e Jenin, ao norte da Cisjordânia, onde moram alguns dos autores dos atentados suicidas em Israel. No sexto dia da ofensiva na Cisjordânia, 30 tanques entraram em Jenin na manhã de hoje e trocaram tiros com palestinos. Nos confrontos, Fada Jamal, de 27 anos, uma enfermeira que trabalhava em um campo de refugiados de Jenin, foi morta com uma bala na cabeça. A irmã de Fada também foi ferida, mas sem gravidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.