Israel está pronto para aumentar ataques a Gaza, diz Netanyahu

Hostilidades na fronteira cresceram no fim de semana; neste domingo, também foram disparados tiros de alerta contra a Síria

Danielle Chaves , Agência Estado

11 de novembro de 2012 | 10h57

JERUSALÉM - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que seu país está pronto para atacar com mais força os militantes da Faixa de Gaza se eles não pararem de atacar a região. As hostilidades na fronteira aumentaram rapidamente durante o fim de semana, com tiros de alerta disparados por Gaza e ataques israelenses matando seis palestinos.

"O mundo precisa entender que Israel não ficará sentado enquanto são feitas tentativas de nos atacar", disse Netanyahu. "Nós estamos preparados para ampliar nossa resposta", acrescentou. A troca de ataques envolveu um sobre o exército israelense, uma explosão em um túnel na fronteira e um disparo de míssil.

 

Síria. Tropas de Israel também fizeram disparos de alerta contra a Síria neste domingo, afirmou o exército israelense em um comunicado. A rádio pública disse que esse foi o primeiro disparo de Israel contra o exército da Síria desde a guerra de 1973.

 

"Há poucos momentos, um morteiro atingiu um posto israelense nas Colinas de Golã adjacente à fronteira entre Israel e Síria, como parte do conflito interno da Síria. Em resposta, soldados israelenses dispararam tiros de alerta em direção à áreas sírias", informou o comunicado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.