Israel expulsa equipe de televisão de Ramallah

Forças israelenses expulsaram uma equipe da rede de televisão norte-americana CBS de Ramallah, enquanto as tropas continuavam a ocupar a maior parte da Cisjordânia e a realizar buscas por militantes palestinos. Kate Rydell, produtora da equipe de televisão que chegou a Ramallah no domingo, disse que o grupo foi abordado hoje por tropas distribuídas em sete jipes. "Eles tomaram posições, com seus rifles, ao longo da rua. Dois dos soldados se aproximaram de nós e pediram nossos passaportes", afirmou.Segundo Rydell, os militares informaram que aquele local era uma zona militar fechada e acompanharam a equipe para fora da cidade. Ela informou também que os soldados não confiscaram qualquer material ou equipamento.Ramallah, que é o centro administrativo da Autoridade Palestina na Cisjordânia, foi declarada zona militar fechada na última sexta-feira, quando o exército israelense ocupou a cidade, depois de uma série de ataques suicidas palestinos.No entanto, vários jornalistas e personalidades internacionais estão conseguindo circular pela cidade, mesmo com Israel alertando sobre possíveis riscos.Hoje, o correspondente do jornal norte-americano ?Boston Globe?, Anthony Shadid, foi ferido com um tiro nas costas. Ele foi transferido de Ramallah para o hospital Hadassah Ein Kerem, em Jerusalém, onde está se recuperando. A origem do tiro que feriu Shadid é desconhecida, mas as tropas israelenses estavam no controle da área onde ocorreu o disparo.Segundo a agência de notícias britânica Reuters, o exército israelense obrigou que seus jornalistas se retirassem de seus escritórios em Ramallah, assim como profissionais de outras organizações de imprensa com representantes no mesmo prédio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.