Israel faz homus de 4 toneladas e bate recorde libanês

Cozinheiros da cidade israelense de Abu Ghosh, perto de Jerusalém, bateram um recorde hoje. Eles conseguiram preparar 4.090 quilos de homus, a pasta de grão-de-bico que é o principal produto e uma obsessão quase religiosa para muitas pessoas no Oriente Médio.

AE-AP, Agencia Estado

08 de janeiro de 2010 | 20h12

Os cozinheiros duplicaram a quantidade produzida no último recorde de fabricação de homus, estabelecido em outubro por cozinheiros do Líbano. Jack Brockbank, um juiz enviado de Londres pelo Guinness, o livro dos recordes, confirmou que os cozinheiros israelenses agora detém o recorde.

Centenas de israelenses - árabes e judeus - se reuniram ao redor do prato gigante, montado na antena parabólica emprestada por uma emissora local. Muitos deles dançavam enquanto um cantor interpretava uma música de amor árabe para a pasta de grão-de-bico.

O Líbano e Israel estão oficialmente em guerra há seis décadas. Três meses atrás, quando os cozinheiros libaneses conquistaram seu recorde, consideraram a medida uma reafirmação da propriedade de uma comida libanesa que eles afirmam que foi apropriada pelos israelenses.

A guerra do homus começou esquentar há algum tempo. Em 2008, um grupo de comerciantes libaneses anunciou planos para processar Israel para que o país parasse de preparar homus e outros pratos regionais como israelenses.

O ministro de Turismo do Líbano, Fadi Abboud, disse que seu país planeja superar o novo recorde israelense preparando um prato ainda maior de homus na fronteira com Israel. "Dessa forma, eles podem aprender como fazer homus", disse ele.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelLíbanorecordehumus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.