Israel faz teste noturno com sistema de defesa Arrow

Israel realizou na noite deste domingo com sucesso seu primeiro teste noturno com o sistema Arrow de defesa contra mísseis balísticos, informaram fontes da Indústria Aeronáutica Israelense (IAI). Segundo as fontes, o objetivo do teste foi avaliar o desempenho do míssil em condições não previstas até agora.O Arrow, conhecido em hebraico como Hetz (Seta), é um projeto da IAI financiado pelos Estados Unidos, e seu objetivo é derrubar mísseis balísticos inimigos fora da atmosfera.Israel possui atualmente duas baterias operativas, mas nunca as usou em combate, porque seu principal objetivo é derrubar mísseis balísticos em poder dos países árabes, sobretudo Síria e Irã.Os foguetes de pequeno porte como os que a guerrilha libanesa Hezbollah usou durante o conflito com o Estado judeu não estão ao alcance do sistema de defesa, porque voam em uma altura muito baixa e são muito pequenos para serem detectados."Neste teste subimos o nível de dificuldade em comparação com os anteriores", disseram fontes relacionadas com o experimento citadas pela edição eletrônica do jornal Yedioth Ahronoth."Não há dúvida que temos aqui um instrumento de defesa relevante para as ameaças enfrentadas por Israel", afirmaram as fontes em clara referência ao Irã.O projeto Arrow começou há 19 anos de forma privada, mas só depois das primeira guerra do Golfo Pérsico, em 1991, recebeu o incentivo necessário das autoridades.Na ocasião, cerca de 40 foguetes Scud disparados pelo Iraque atingiram diversas partes de Israel.O coração do sistema é um radar capaz de detectar a aproximação de um ou mais foguetes inimigos a centenas de quilômetros de distância, calcular suas trajetórias e enviar os Arrow a um ponto determinado para destruí-los fora da atmosfera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.