Israel fecha 3 universidades palestinas em represália a ataques

Em represália a dois atentados suicidas que mataram 22 pessoas em Tel Aviv, o governoisraelense decidiu nesta segunda-feira fechar três universidades palestinas.Algumas horas depois do anúncio, as autoridades da Universidade Bir Zeit, pertode Ramalah, considerada a universidade palestina mais prestigiosa, recebeu ordens doexército israelense de evacuar as instalações, disse a reitora, Hanna Nasser.Não houve inicialmente confirmação do governo israelense. As explosões se registraram neste domingo à noite na zona velha de Tel Aviv,matando 22 transeuntes e ferindo mais de 100. Foi o ataque mais letal lançado por ativistas palestinos em quase um ano.Una facção da Brigada de Mártires Al-Aqsa, milícia vinculada ao movimento de YasserArafat, assumiu a responsabilidade do ataque.Os comandos suicidas eram dos jovens de Naplusa, cidade da margem ocidental.Grandes Acontecimentos InternacionaisESPECIAL ORIENTE MÉDIO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.