Israel fecha passagem de Karni após ataque frustrado

Israel fechou nesta quarta-feira a passagem de Karni, no leste da Faixa de Gaza, após forças de segurança palestinas frustrarem um ataque com carro-bomba na região. A Autoridade de Alfândegas e Fronteiras de Israel informou que deu instruções às forças de segurança israelenses para abandonar a passagem, medida que também foi adotada pelas autoridades palestinas, segundo a rádio pública israelense. Três agentes de segurança palestinos ficaram feridos, um deles em estado grave, em um confronto armado ocorrido depois de detectarem um carro-bomba que seria detonado nas proximidades da passagem fronteiriça de Karni. Segundo fontes médicas e da segurança palestina, os três agentes de segurança ficaram feridos durante um tiroteio com militantes das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa perto da passagem, principal ponto de acesso e saída de mercadorias do sudeste do território. Os militantes armados das Brigadas, organização ligada ao movimento nacionalista palestino Fatah, haviam tentado pouco antes detonar o carro-bomba, o que fora impedido pelas forças de segurança palestinas mobilizadas no cruzamento fronteiriço. Outras fontes palestinas, no entanto, atribuíram o ataque aos Comitês Populares da Resistência, cujo chefe foi recentemente nomeado diretor-geral do Ministério do Interior palestino. Segundo informou uma fonte de segurança em Gaza, "o carro não explodiu e está tudo sob controle neste momento".

Agencia Estado,

26 Abril 2006 | 10h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.