Israel garante à ONU que implementou mudanças para evitar morte de civis

Operação militar israelense 'Chumbo Fundido' em Gaza deixou mais de 1.400 palestinos mortos

Efe,

21 de julho de 2010 | 06h12

JERUSALÉM - Israel entregou um relatório ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, no qual garante que realizou "grandes mudanças", a respeito da ofensiva que lançou em Gaza há ano e meio, para evitar a morte de civis.

"O exército israelense fez grandes mudanças em seus procedimentos operacionais e suas políticas com o objetivo de melhorar ainda mais a proteção de civis dos perigos das batalhas em operações militares", afirma o documento, publicado no site do Ministério de Exteriores.

Entre as remodelações figuram as instruções "que atualmente estão sendo implementadas para o estabelecimento de uma doutrina clara sobre as munições que contêm fósforo branco".

A operação militar israelense "Chumbo Fundido" em Gaza deixou mais de 1.400 palestinos mortos, a maioria civis (incluindo mais de 300 menores), em parte pelo uso de fósforo branco em zonas muito povoadas, o que é proibido pelo direito internacional.

O exército israelense também aplicou ou está aplicando "importantes novos métodos criados para melhorar a proteção de civis durante a guerra urbana, por exemplo enfatizando ainda mais que esta é uma parte integral da missão do comando", segundo indica o documento.

Entre eles figura a integração de um "Oficial de Assuntos Humanitários" em cada unidade de combate maior que um batalhão e com responsabilidade de aconselhar o comando e educar os soldados.

Israel publicou três relatórios sobre a ofensiva (os anteriores em julho de 2009 e janeiro de 2010). Nestes documentos, defende sua atuação global e informa o estado das mudanças operacionais e das investigações internas.

Tudo o que sabemos sobre:
Israel, ONU, mudança, morte, civis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.