Israel gasta US$ 500 mi na melhora de máscaras de gás

O governo de Israel gastou cerca de US$ 500 milhões para melhorar as máscaras de gás de seus cidadãos, como parte dos preparativos para um eventual ataque do Iraque ao país, em retaliação a uma possível ação militar liderada pelos Estados Unidos contra Bagdá. Embora autoridades israelenses afirmem que um ataque do Iraque com armas químicas e biológicas é improvável, preparativos de defesa têm sido realizados tanto na esfera militar como governamental, e também para a população em geral. Cerca de 3,2 milhões de máscaras de gás foram substituídas, a um custo de US$ 500 milhões. Israel distribuiu máscaras para a população pela primeira vez na Guerra do Golfo, em 1991.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.