Israel identifica suspeitos em desaparecimento de jovens

Israel identificou dois conhecidos agentes do Hamas na Cisjordânia como os principais suspeitos para o recente desaparecimento de três jovens israelenses. Autoridades de Israel e da Palestina afirmaram que os dois homens sumiram desde o desaparecimento dos jovens e que uma grande caçada humana está em andamento.

AE, Agência Estado

26 de junho de 2014 | 23h01

Em comunicado, o serviço de segurança de Israel identificou os homens como Marwan Qawasmeh e Amer Abu Aisheh. Representantes do Hamas na cidade de Hebron confirmaram que os dois suspeitos são afiliados ao grupo. Falando sob a condição de não terem os nomes publicados, eles ainda informaram que os irmãos e as mulheres dos dois homens foram levadas em custódia, embora as esposas já tenham sido liberadas.

O pai de Abu Aisheh, Omar, afirmou que seu filho estava em uma festa de casamento antes de desaparecer na noite de 12 de junho. Ele disse que as forças de Israel pretenderam sete membros da família e invadiram a casa da família oito vezes. "Eles revistaram cada item da casa, cada centímetro da casa. Eles viraram a casa de cabeça para baixo, mas não encontraram nada", afirmou.

Os jovens sumiram em 12 de junho. Desde então, Israel lançou a maior operação em terra na Cisjordânia em quase uma década, com uma ampla cobertura da mídia local.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu ao presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, que encerre o governo de união que formou com o apoio do Hamas no início deste mês. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israelsequestrohamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.