Israel ignora intenções venezuelanas de romper relações

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores israelense, Mark Regev, disse nesta quarta-feira que não tem informações de que o governo da Venezuela tenha a intenção de romper relações com o Estado de Israel.O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ordenou na últimaquinta-feira que seu encarregado de negócios em Tel-Aviv retornasse a Caracas. Em resposta, Israel solicitou a volta de seu embaixador em Caracas, Shlomo Cohen, que chegou ao seu país na terça-feira, segundo o jornal Jerusalem Post.Chávez, que criticou Israel pelos ataques ao Líbano para combater a milícia xiita libanesa do Hezbollah, teria decidido cortar relações com o Estado judeu, segundo o site do jornal Ha´aretz.O presidente venezuelano disse também que a campanha militar israelense para impedir os ataques do Hezbollah à população do norte de Israel é uma "agressão injustificada no estilo de Adolf Hitler".Fontes do Ministério de Assuntos Exteriores próximas à chanceler israelense, Tzipi Livni, qualificaram as declarações de Chávez como "uma calúnia selvagem" contra Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.