Israel impõe toque de recolher a palestinos

Israel impôs o toque de recolher na maior parte da Cisjordânia e em Gaza e proibiu os palestinos de viajarem, por causa do feriado do Ano Novo judaico. Mais de 630 mil palestinos ficaram confinados em suas casas. Em Jenin, na Cisjordânia, cerca de 4 mil palestinos desafiaram o toque de recolher para comparecer ao enterro de dois militantes mortos na véspera por trolas israelenses. Pistoleiros trocaram tiros com soldados de Israel durante uma hora, mas não houve informes de feridos. O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, disse que a situação em Gaza "ipora dia a dia". O ministro da Defesa, Binyamin ben-Eliezer, afirmou que Israel não vai cumprir a promessa de passar Gaza ao controle da Autoridade Palestina, como estava previsto no acordo de trégua gradual feito no começo do mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.