Israel inicia construção de muro para separar palestinos

Israel começou hoje a construção da primeira fase do muro de cimento e arame que dividirá ainda mais israelenses e palestinos, um projeto fortemente impulsionado pelo governo de Ariel Sharon e criticado pela Autoridade Palestina (AP). Esta primeira fase inclui a preparação do terreno para erguer uma cerca de "defesa". A primeira etapa da construção se estenderá ao longo de quilômetros para dividir Kfar Salem, perto de Jenin (Cisjordânia), de Kfar Kassem. No total, o muro terá 364 quilômetros de extensão e separará grande parte do território israelense da Cisjordânia, e correrá paralelamente sobre a denominada linha verde de demarcação.O projeto foi definido pelo ministro da Defesa israelense, Benyamin Ben Eliezer, como "uma barreira destinada a aumentar a segurança do país e não uma fronteira geopolítica". Por sua vez, o novo ministro do Trabalho da Autoridade Palestina, Ghassan Khatib, qualificou a barreira como "apenas mais um exemplo da mesquinha visão de Ariel Sharon sobre a segurança nacional". ?O premier israelense se esqueceu do histórico fracasso a que estão destinados os muros e as barreiras...Como o de Berlim", acrescentou Khatib. Em defesa de seu projeto, o governo israelense mencionou o medo cotidiano da população de Israel em relação aos palestinos suicidas dispostos a morrer e assassinar o maior número possível de israelenses. O diretor-geral do ministério da Defesa de Israel, Amos Yaron, disse que a construção da primeira etapa do muro pode durar entre 10 e 12 meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.