Israel inicia destruição de assentamentos, dizem colonos

Um porta-voz dos colonos judeus disse nesta segunda-feira que tropas israelenses começaram a desmantelar assentamentos ilegais na Cisjordânia. Segundo Yehoshua Mor-Yosef, tanques do exército isralenses equipados com pás escavadeiras começaram a derrubar moradias em Erez.Mais cedo, comandantes do exército se reuniram com líderes dos colonos e pediram que eles retirassem seus postos voluntarimente ou seriam demolidos, segundo a rádio israelense. Os colonos disseram que não saíriam por livre vontade, mas não imporiam resistência aos soldados. Apesar da promessa de não-resistência, os colonos judeus prometeram, se desalojados, voltar à noite e estabelecer novos assentamentos.Segundo os plano, Israel deve desmantelar dezenas de assentamentos ilegais estabelecidos desde março de 2001. O primeiro-ministro Ariel Sharon, veterano promotor das colônias nas zonas em disputa, nunca prometeu explicitamente que retiraria todos os 62 assentamentos. Aproximadamente 220 mil colonos vivem em 150 assentamentos na Cisjodânia e Gaza, territórios ocupados por Israel na guerra de 1967. Os territórios farão parte do futuro estado Palestino, a ser criado em 2005, como prevê o "Roteiro da Paz", plano proposto por EUA, ONU, UE e Rússia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.