Israel inicia trabalho para retirada da Faixa de Gaza

Depois da batalha política, autoridades israelenses se vêem agora às voltas com as dificuldades práticas da execução do polêmico plano do premier Ariel Sharon para a retirada de Israel da Faixa de Gaza. Esse movimento envolverá a erradicação de colônias judaicas nas quais vivem milhares de colonos. Uma alta autoridade israelense disse que a remoção é ?irrevogável?, durante a primeira reunião do comitê responsável por supervisionar o processo. O plano de Sharon prevê a retirada de todas as tropas e colônias israelenses de Gaza e de quatro colônias da Cisjordânia até o final de 2005. Durante a reunião desta quarta-feira, o comitê discutiu compensações para os colonos removidos e de locais onde assentá-los. ?Pediu-se aos ministros que acelerem o ritmo do trabalho para implementar os diferentes aspectos do plano?, informa o gabinete do primeiro-ministro, em nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.