Israel intensifica busca por passagens subterrâneas em Gaza

O exército israelense voltou a se posicionar na região de fronteira com a Palestina e o Egito. Pela primeira vez desde a retirada de Gaza, há um ano, as tropas realizam operações na região em busca de túneis que seriam usados por palestinos para contrabandear armas do Egito. Israel afirma já ter descoberto cinco passagens.O país intensificou as ações na região, com envio de tropas, tanques e aviões, desde que um militante palestino atravessou a fronteira por um túnel e atacou um posto militar, matando dois soldados e seqüestrando outro, o soldado Gilad Shalit, em junho.Nesta quarta-feira, o exército israelense matou dois militantes do Hamas que se aproximavam de um acampamento militar, em Rafah. Outros dois palestinos foram mortos na noite anterior em uma troca de tiros com os rivais.Autoridades palestinas acusam os israelenses de realizarem buscas indiscriminadas nas casas da região e escavarem terras perto da fronteira usadas na agricultura. O porta-voz do exército de Israel, Noa Meir, diz que o país irá continuar com as operações militares parar barrar o fluxo de armas. "Os túneis são parte de uma linha de produção criada para matar israelenses e é nossa tarefa pará-la", diz Meir.Também nesta quarta, Os conflitos internos na Palestina entre as facções Hamas e Fatah resultou em uma morte. Um ativista do Hamas foi atingido enquanto saia de uma mesquita, na Cisjordânia. O partido do primeiro-ministro, Ismail Haniyeh, reagiu acusando os rivais, inclusive o presidente Mahmoud Abbas. Como parte do protesto, o Hamas convocou uma greve para esta quinta-feira

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.