Israel invade Gaza após morte de 2 soldados

Israel invade Gaza após morte de 2 soldados

Tanques israelenses invadiram na noite de ontem a Faixa de Gaza horas depois da morte de dois soldados de Israel e dois militantes palestinos em Khan Yunis, segundo fontes do território. Não há informações sobre mortes na incursão de blindados, a primeira desde a guerra de Gaza, há mais de um ano.

AFP, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2010 | 00h00

Autoridades israelenses negaram a versão palestina de que teria havido um tiroteio e afirmaram que seus dois soldados mortos - um oficial e um soldado raso - teriam sido vítimas de uma bomba. Moradores de Gaza relataram o sobrevoo de helicópteros israelenses e há temores de que Israel amplie a ação no território palestino.

As brigadas Ezzedine al-Qassam, braço armado do Hamas, reivindicaram a autoria da ação contra os soldados israelenses. Em comunicado, o grupo disse ter agido contra "uma unidade de elite sionista" que teria invadido Khan Yunis. As Brigadas de Al-Quds, ala armada do grupo Jihad Islâmica, também disseram ter participado da ação.

A número 1 da diplomacia europeia, Catherine Ashton, declarou estar "extremamente preocupada" com a escalada da violência. No início da semana, Catherine visitou Gaza e condenou o bloqueio imposto ao território por Israel e Egito.

A operação israelense ocorreu momentos após o primeiro-ministro de Israel, Binyamin "Bibi" Netanyahu, participar de uma reunião com seu gabinete de segurança para tentar reduzir a tensão com os EUA. Os dois aliados entraram em choque por causa da expansão de assentamentos em Jerusalém.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.