Israel lança com sucesso novo satélite de espionagem

Nono aparelho da série Ofek quer aumentar capacidade de espionar países mais distantes da região

Efe

23 de junho de 2010 | 11h09

JERUSALÉM - Israel lançou com sucesso ao espaço na noite da última terça-feira, 22, o nono satélite da série Ofek, em uma tentativa de aumentar sua capacidade de espionagem dos países mais distantes da região.

 

"O satélite foi lançado e colocado em órbita com um foguete Shavit", informou o Ministério da Defesa israelense em comunicado, que acrescentou que durante os próximos dias "o satélite passará várias provas de validação" para verificar que todos seus sistemas funcionam corretamente.

 

O Ofek-9, fabricado pela Indústria Aeroespacial Israelense (IAI) e dotado de avançados sistemas de fotografia, pertence a uma série de foguetes de baixa altitude que Israel começou a utilizar no final dos anos 80.

 

O satélite foi lançado desde o polígono experimental compartilhado pela IAI e pela Força Aérea em Palmahim, ao sul de Tel Aviv.

 

"O lançamento representa uma importante conquista tecnológica", indicou em outro comunicado o ministro da Defesa, Ehud Barak, ao aplaudir a "coragem" e as "aptidões" dos cientistas e técnicos responsáveis.

 

Israel começou a desenvolver seus próprios satélites de espionagem há mais de 30 anos para não depender das imagens dos Estados Unidos, seu principal aliado, e poder fazer um acompanhamento permanente de países como o Irã, seu principal inimigo.

 

Desde as órbitas nas quais se encontram, versões anteriores do satélite dão uma volta à Terra cada 90 minutos e podem fotografar qualquer objeto com a nitidez equivalente a uma distância de entre um e dois metros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.