Israel lança nova incursão na Cidade de Gaza

Tanques israelenses entraram na Cidade de Gaza, de 300.000 habitantes, na noite deste sábado, enquanto helicópteros armados trocaram tiros com dezenas de palestinos, no que parece ter sido a incursão mais profunda do Exército israelense em território palestino ao longo de mais de dois anos de combate, informaram funcionários dos serviços de segurança e testemunhas.Fontes em hospitais dizem que pelo menos seis palestinos foram mortos e 35, feridos. Este foi o dia mais sangrento na Cisjordânia e Faixa de Gaza desde 12 de janeiro, quando nove palestinos foram mortos em conflitos com forças de Israel. O Exército informa que seus soldados foram submetidos a fortes ataques por parte de rifles e armamento antitanque, e devolveram o fogo.Algumas testemunhas dizem que os helicópteros dispararam contra grupos de pessoas, entre eles aglomerações de homens armados, que se haviam reunido nos telhados de Gaza, onde três palestinos morreram. Alguns tanques israelenses foram vistos a apenas um quilômetro da Praça Palestina, no centro da cidade. A incursão ocorre três dias antes das eleições gerais em Israel, nas quais se espera que o atual primeiro-ministro Ariel Sharon e seu partido, o Likud, conservem o poder.A incursão teve início pouco depois das 22h00 locais (16h00 de Brasília, no horário de verão) com a disposição de cerca de 35 tanques no centro da Cidade de Gaza, vindos de três diferentes flancos. Durante a incursão, as tropas israelenses explodiram a casa de um miltante do Hamas e estavam se aproximando dos lares de dois outros envolvidos num ataque a uma colônia judaica em Gaza, disseram palestinos.Diversas oficinas de trabalho em metal também foram destruídas. Israelenses acusam essas oficinas de produzir armas.No início da manhã de domingo, testemunhas informaram que nove tanques haviam se posicionado no centro de Beit Hanoun, uma cidade no extremo norte da Faixa de Gaza, onde forças israelenses haviam destruído quatro pontes. Palestinos vinham disparando foguetes e morteiros a partir de Beit Hanoun.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.