Israel libera aos palestinos US$ 100 mi em impostos retidos

Israel transferiu nesta quinta-feira aos palestinos US$ 100 milhões (R$ 213,5 milhões) em impostos retidos desde que o Hamas venceu as eleições legislativas no início do ano passado e assumiu a liderança do governo palestino.O dinheiro foi entregue diretamente ao presidente palestino, Mahmoud Abbas, do partido Fatah, e não ao governo liderado pelo Hamas.O montante representa cerca de um quinto do total de impostos recolhido para a Autoridade Palestina desde a eleição do Hamas e vem da cobrança de taxas de palestinos que trabalham em Israel e outras tarifas criadas em acordos de paz parciais. A medida foi tomada dois dias antes de Abbas viajar à Síria para conversas com líderes do Hamas para a formação de um governo de unidade palestino. BloqueioUm eventual acordo poderia levar ao fim do boicote financeiro internacional imposto aos palestinos desde a vitória do Hamas, em março de 2006.Israel, os Estados Unidos e a União Européia decidiram suspender a ajuda financeira aos palestinos enquanto o Hamas continuasse a se recusar a reconhecer a existência de Israel e seguir com os ataques contra alvos israelenses.A ajuda financeira sustentava a Autoridade Palestina desde 1994 e sua suspensão gerou uma crise na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, que castigou a maioria dos moradores destes territórios.O negociador palestino Saeb Erekat recebeu bem a medida, mas ressaltou que o dinheiro pertence aos palestinos."Esperamos que os israelenses liberem todos os fundos retidos", disse Erekat à agência de notícias Associated Press. "Isto é cerca de 25% do que eles nos devem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.