Israel liberta 26 prisioneiros palestinos

Israel libertou nas primeiras horas de quarta-feira (noite de terça-feira no Brasil) 26 prisioneiros palestinos. A informação foi divulgada por uma funcionária do serviço penitenciário israelense.

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2013 | 21h36

Trata-se do segundo de quatro grupos de prisioneiros a serem libertados como parte de um acordo que permitiu a retomada das negociações de paz atualmente em curso entre israelenses e palestinos. No total, o acordo prevê a libertação de 104 palestinos nos próximos meses.

Sivan Weizman, a porta-voz do serviço penitenciário, disse que 21 dos 26 prisioneiros foram libertados na Cisjordânia e os outros cinco foram levados até a Faixa de Gaza.

Na terça-feira, a Suprema Corte de Israel abriu caminho hoje para a libertação dos 26 prisioneiros palestinos, numa medida com potencial de acelerar as negociações de paz no Oriente Médio.

O tribunal rejeitou um recurso que pedia o cancelamento da planejada libertação dos prisioneiros sob alegação de que os palestinos - todos condenados por conexões com mortes de israelenses - voltarão ao caminho da violência.

A decisão da Suprema Corte levou dezenas de manifestantes a protestarem em frente à prisão onde os palestinos estavam detidos. No lado palestino, houve comemoração pela libertação. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelprisioneirospalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.